Microagulhamento Robótico de Ouro (Aparelho de Radiofrequência)

O mais novo tratamento para a pele é o Microagulhamento Robótico de Ouro, um aparelho de Radiofrequência Microagulhada que chega para eliminar cicatrizes de acne (espinhas), flacidez, rugas, melasma, estrias entre outras patologias.

Este é o novo queridinho das clínicas dermatológicas e de estética, isto porque é um avanço do tradicional microagulhamento que era feito através do rolinho de agulhas ou ainda através do Dermapen.

A nova versão faz uma associação de microagulhamento com a radiofrequência e por isso tem resultados mais satisfatórios e com um tempo de recuperação bem mais rápido.

Curso
Microagulhamento Robótico

Este aparelho Endymed é o responsável por fazer o Microagulhamento Robótico

O microagulhamento robótico é um aparelho que vem sendo utilizado principalmente para amenizar o aspecto da pele com cicatrizes ocasionados por espinhas, resolver problemas de melasma, flacidez, estrias entre outros diversos problemas que o microagulhamento tradicional também ameniza, porém, sem a mesma eficácia.

Assim como a técnica tradicional com os rolinhos de agulhas, este microagulhamento automatizado faz micro perfurações na pele e assim estimula a produção de elastina e colágeno, com a vantagem de associar a radiofrequência e ainda poder utilizar outros ativos como vitamina C e ácido hialurônico nas camadas mais profundas da pele.

Fiquei bastante curioso quando me falaram sobre este novo tratamento e resolvi fazer este artigo tentando responder várias dúvidas relacionadas ao microagulhamento robótico.

O que é o microagulhamento robótico?

Este é um novo tratamento que no Brasil vem sendo chamado de Microagulhamento Robótico de Ouro ou radiofrequência microagulhada que utiliza um aparelho chamado Endymed, tecnologia vinda de Israel e que tem na radiofrequência a solução para tratar diversos problemas como manchas, rugas, estrias, melasma, cicatrizes de acne, queda de cabelo, etc.

Tudo isso acontece através do estímulo do colágeno que é a mesma ideia do microagulhamento tradicional com a utilização do roller.

Para quem gosta de novas tecnologias o que podemos afirmar é que o microagulhamento feito através dos temidos e ao mesmo tempo amados rolinhos de agulhas já está totalmente ultrapassado e o microagulhamento robótico com radiofrequência é o que há de mais novo no mercado pois o Dermaroller não atua profundamente no tecido.

O microagulhamento robótico consegue atingir exatamente cada um dos problemas do paciente pois ele utiliza micro agulhas de ouro associada a radiofrequência. Isso aumenta o estímulo através da condução do calor se comparado à técnica das agulhas do roller.

O que faz do microagulhamento robótico o melhor tratamento para resolver os problemas de pele é o fato de ser utilizada a tecnologia 3Deep de radiofrequência, isto porque é utilizado ouro para conduzir o calor melhorando a precisão e o controle do sistema de agulhas.

Por esse motivo o tratamento é conhecido também pelo nome de Microagulhamento de Ouro.

Como funciona a radiofrequência microagulhada

O tratamento com o microagulhamento robótico é bem diferente do Dermaroller ou do microagulhamento tradicional, isto porque ele é um sistema inteligente e automatizado, por isso a referência ao termo “robótico”.

O profissional pode definir exatamente a profundidade que as agulhas vão penetrar na pele e dentro da derme há um disparo de radiofrequência que estimula a produção do colágeno melhorando as cicatrizes de acne, estrias, melasma entre outros problemas dos pacientes.

O tratamento também permite colocar ativos como vitamina C e ácido hialurônico nas camadas mais profundas da pele otimizando ainda mais o tratamento.

No vídeo abaixo a Dra. Cintia Cunha, médica da SBD mostra um poucos sobre as diferenças entre o Microagulhamento Robótico e o método tradicional, o Dermaroller.

Qual a diferença do Microagulhamento Robótico para o tradicional

O que difere este novo tratamento é a forma como ele é feito que se assemelha muito mais ao Dermapen do que ao Dermaroller.

O aparelho utilizado no microagulhamento robótico é bastante parecido com Dermapen e ele é aplicado diretamente na pele.

Seu principal diferencial é que em sua ponta é possível regular a profundidade da agulha e, ao atingir as camadas mais profundas da pele, são liberadas radiofrequências o que otimiza ainda mais o resultado final.

Outra diferença relacionada a técnica tradicional é quanto ao tempo de intervalo entre as sessões.

No microagulhamento tradicional geralmente é necessário de 30 a 40 dias, já com microagulhamento robótico é possível fazer uma sessão de 15 em 15 dias.

Vantagens

O tratamento feito com o microagulhamento robótico tem muitas vantagens. Confira algumas:

  • Não machuca muito a pele. Com o dermaroller o fato de deslizar o rolinho com agulhas pode ‘riscar’ o rosto;
  • Para muitos médicos dermatologistas a radiofrequência microagulhada é uma evolução do sistema tradicional pois é possível definir qual a profundidade a agulha irá penetrar na pele e também a sua velocidade. A aplicação é de forma homogênea pois o aparelho eletrônico é configurado exatamente para o paciente no tamanho da agulha necessário. Já no tratamento do microagulhamento tradicional a penetração da agulha variava de acordo com a pressão exercida pelo profissional no momento em que era deslizado o roller.
  • Possui micro agulhas banhadas a ouro. Cada paciente tem a sua própria ponteira que pode ser esterilizada em Autoclave evitando assim infecções;
  • Possibilidade de utilizar outros ativos e substâncias terapêuticas nas camadas mais profundas da pele como vitamina C, ácido hialurônico, entre outros;
  • Outra grande vantagem é que pode ser usado em paciente de pele negra já que o microagulhamento tradicional não é indicado nestes casos;
  • Possui diferentes tipos de ponteira de forma a tratar as mais diversas patologias como celulite e estrias, rejuvenescimento, cicatrizes de acne, melasma, contorno corporal, Hiperpigmentação da pele e até mesmo a queda de cabelos (Alopécia).
  • Recuperação bem rápida que pode ser de um dia para o outro.

Desvantagens

  • Assim como todos os tratamentos, o microagulhamento robótico tem uma desvantagem, que é o preço.
  • Atualmente são poucas as clínicas do Brasil que possuem o equipamento para fazer as sessões do microagulhamento robótico com agulhas banhadas a ouro.

Qual o preço do Microagulhamento Robótico?

Quando algo é novidade e está na moda já sabemos que o valor a ser pago é caro. Com o tratamento automatizado do microagulhamento robótico não é diferente.

Por se tratar de um aparelho caro e importado o preço de casa sessão é um pouco mais salgado que o tratamento convencional com o Dermaroller.

Enquanto uma sessão com o microagulhamento tradicional pode girar em torno de R$ 150,00 a R$ 500,00 em clínicas de estéticas e dermatológicas, o uso do microagulhamento robótico se torna bem mais caro onde uma única sessão pode custar até R$ 1000,00.

No entanto, cada caso é um caso. O ideal é encontrar alguma clínica dermatológica que tenha o aparelho Endymed e fazer o orçamento. Dependendo do caso do paciente é possível adquirir pacotes fazendo com que o preço do microagulhamento fique mais barato.

Antes e Depois do Microagulhamento Robótico

Quando comecei a pesquisar sobre o Microgulhamento Robótico fiquei logo curioso para saber sobre o antes e depois do microagulhamento.

Procurando na internet achei um vídeo bem interessante da youtuber Gigi Barreto que tem um canal bem legal.

O vídeo a seguir você pode conferir o relato de como foi o tratamento dela inclusive com as fotos de antes e depois do tratamento com o microagulhamento robótico de ouro com radiofrequência feito por ela. Confira:

Os resultados

Quando falamos em tratamentos estéticos, principalmente quando são relacionados a pele, logo queremos saber quais são os resultados.

O que podemos dizer é que esta nova tecnologia surgiu para resolver problemas relacionados à flacidez da pele, cicatrizes de acne (espinhas), resolver problemas de melasma, estrias, e tem o objetivo de aumentar a produção de colágeno.

Uma sessão pode durar de 30 a 45 minutos e a quantidade de sessões vai depender do grau do problema do paciente podendo chegar até 4 sessões.

Os resultados com esse tratamento podem ser constatados já um mês após a sessão, no entanto isso varia de pessoa para pessoa. Vale lembrar que após esse período a pele ainda continua se regenerando e produzindo colágeno. Resultados mais concretos e satisfatórios podem ser contatados em 3 meses.

Onde pode ser usado

Assim como o microagulhamento tradicional, o microagulhamento robótico pode ser utilizado principalmente para rejuvenescimento da pele, tratamento de cicatrizes de acne ocasionados por espinhas, em queimaduras ocasionadas em cirurgias, entre outras aplicações.

Ele também é indicado para tratamento de melasma, melhora dos poros dilatados, tratamento de estrias, flacidez, etc.

Microagulhamento de Ouro

O tratamento produz uma dor que é perfeitamente suportável

O microagulhamento robótico dói?

Outra grande dúvida que desperta nas pessoas e comigo não foi diferente é em relação a dor. O microagulhamento robótico de ouro dói?

No tratamento tradicional muitas pessoas relatam dor durante as sessões principalmente no caso da utilização de agulhas maiores. Já neste microagulhamento robótico o tratamento não dói tanto pois suas agulhas são banhadas a ouro e devido à alta tecnologia aplicada no produto isso também reduz bastante as dores no momento em que a agulha penetra na pele.

A recuperação também é bem mais rápida do que no tratamento tradicional. Geralmente um dia após a sessão já não se sente mais dor, ao contrário do dermaroller que pode deixar a pele dolorida por alguns dias após a sessão.

Precauções após o procedimento

Assim como na sessão com Dermaroller é necessário tomar alguns cuidados, mas são bastante similares. O paciente deve deixar os ativos aplicados na pele de 6 a 8 horas para depois fazer a lavagem normalmente em casa.

No microagulhamento robótico não é necessário usar pomadas para cicatrização a menos que a pele tenha ficado bastante sensível. Como não poderia deixar de ser é bom evitar o sol nos primeiros dias e não ir à praia e piscinas por pelo menos 7 dias.

Considerações finais

Basicamente este novo tratamento, o microagulhamento robótico, se torna muito mais eficiente e indolor ao paciente isso porque ele já conta com uma tecnologia que além de perfurar a pele ainda já utiliza a radiofrequência otimizando ainda mais os resultados.

No entanto, é bom ressaltar que por ser uma novidade no mercado de estética esse é um tratamento que tem uma sessão bem mais cara se comparada ao microagulhamento tradicional.

Nesses casos é bom pôr na balança se vale a pena investir mais dinheiro para fazer um tratamento com o microagulhamento robótico com radiofrequência ou optar pelo microagulhamento tradicional e economizar um bom dinheiro tendo um resultado bem semelhante principalmente se for um tratamento mais superficial.

Como podemos ver a tecnologia está cada vez mais aperfeiçoando as técnicas para melhorar a aparência das pessoas.

Você já fez o microagulhamento robótico? Conte sua experiência e deixe o seu comentário…

Microagulhamento Robótico de Ouro (Aparelho de Radiofrequência)
5 (100%) 1 vote
Curso

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *