Tratamentos que podem ser feitos com a Intradermoterapia Pressurizada

Curso

Os tratamentos que podem ser feitos com a Intradermoterapia Pressurizada são os mais variados sendo que os mais comuns são gordura localizada, celulite e flacidez, ou seja, os procedimentos mais procurados pelas clientes nas clínicas de estética de todo o Brasil.

Por esse motivo muitas profissionais da área de beleza e esteticistas estão se capacitando nos cursos de Intradermoterapia Pressurizada Online ou presenciais para atender suas clientes que já conhecem o tratamento e estão a procura de quem domine o tratamento.

Tratamentos Intradermoterapia Pressurizada
Tratamentos para Intradermoterapia Pressurizada

Como funciona o tratamento com a Intradermoterapia Pressurizada

A intradermoterapia pressurizada é uma técnica que utiliza uma tecnologia de aplicação sem agulha que visa liberar medicamentos na pele usando força mecânica, pressão de gás e ondas de choque.

Não há a necessidade de injetar agulhas, permitindo que o tratamento seja realizado de diferentes aspectos estéticos, como gordura localizada, flacidez e celulite, promovendo maior conforto ao paciente durante a aplicação, combatendo assim qualquer adiposidade localizada no corpo.

Tratando a Gordura Localizada com a Pressurizada

A gordura localizada é uma alteração das células adiposas, podendo ser caracterizada como um distúrbio no metabolismo da gordura ou no crescimento anormal da gordura, sendo uma das principais queixas de insatisfação estética entre mulheres e homens.

No combate dessa condição, a intradermoterapia pressurizada é uma abordagem terapêutica de alta tecnologia, minimamente invasiva, personalizada e com múltiplos ativos, permitindo uma redução eficaz e confortável da gordura localizada para os pacientes.

Nela, é utilizado um dispositivo de alta pressão que usam jatos finos de fluido para penetrar na pele e depositar o ativo no tecido subjacente. 

Isso permite a administração de medicamentos altamente viscosos, que as agulhas tradicionais geralmente não conseguiam gerenciar, tornando a aplicação menos dolorosa.

O uso da intradermoterapia pressurizada para o tratamento da gordura localizada envolve o uso de ativos, reagentes e extratos de plantas nas camadas de gordura e tecido conjuntivo da pele.

Eles consistem em uma ampla gama de agentes usados ​​para abrir vasos sanguíneos, como enzimas, nutrientes, antibióticos e hormônios, e este tratamento é indicado para pequenas áreas com excesso de gordura ou depósitos de gordura localizados, correção de irregularidades ou assimetrias do contorno corporal após qualquer procedimento cirúrgico.

Não existe uma fórmula padrão para as substâncias usadas na intradermoterapia pressurizada. Os profissionais de saúde usam muitas soluções diferentes, incluindo:

Ebook Grátis para Esteticistas
  • Medicamentos prescritos como vasodilatadores e antibióticos;
  • Hormônios como calcitonina e tiroxina;
  • Enzimas como colagenase e hialuronidase;
  • Extratos de ervas;
  • Vitaminas e minerais;
  • Opções de ativadores metabólicos;    
  • Glicolíticos, que possuem como função a quebra dos glicídios e também dos carboidratos;
  • Eutróficos, que auxiliam na recuperação de áreas da pele danificada.

Intradermoterapia Pressurizada para Celulite

A intradermoterapia pressurizada tem como principal objetivo o derretimento de gordura, para perda de peso e tratamento da celulite. É também uma forma de lipólise. 

Atualmente, a intradermoterapia pressurizada está ganhando força principalmente por ser uma aplicação cosmética não cirúrgica, que promove a remoção de gordura desfigurante, também conhecida como celulite, nas coxas, nádegas, quadris, pernas, braços e também nas áreas faciais, incluindo as regiões oculares.

O não-uso de agulha e o que diferencia a Intradermoterapia Pressurizada da Tradicional. Esta última usa agulhas nos tratamentos.

A Pressurizada também trata a Papada

Amplamente utilizada na eliminação do queixo duplo, também conhecido como papada, a intradermoterapia pressurizada tem como grande vantagem definir onde terá um efeito mais acentuado. 

Por estimular a quebra de células de gordura, a intradermoterapia pressurizada pode ser ainda considerada uma técnica segura de emagrecimento.

O número de sessões pode variar de acordo com a gravidade da condição e a fórmula a ser aplicada. Dependendo do acúmulo de gordura na área, podem ser necessárias até cinco sessões para um resultado claro do tratamento.

Ainda, a intradermoterapia pressurizada vem se mostrando eficaz como tratamento de rejuvenescimento da pele, para minimizar rugas e também contrair a pele solta, estimulando assim o contorno corporal, no combate de estrias, pela aplicação no local mais prejudicado.

Os medicamentos considerados muito eficazes na eliminação de depósitos de gordura indesejados e no rejuvenescimento da pele incluem fosfatidilcolina (PC), L-carnitina, aminofilina, hialuronidase, colagenase, ácido glicólico, ácido retinóico, multivitaminas (A, D, E, K), oligoelementos [quantidades mínimas de zinco, cobre, selênio, cromo e manganês], um análogo da acetilcolina dimetilaminoetanol (DMAE) e lidocaína.

Entre os agentes usados, a hialuronidase e a colagenase desintegram as bandas de tecido fibroso formadas entre os lóbulos gordurosos da celulite. O ácido glicólico tem como função esfoliar a pele.

  • A vitamina A regula a renovação celular da pele e queratinização;
  • A vitamina C melhora a síntese de colágeno e reduz a hiperpigmentação, pois inibe a produção de melanina;
  • A vitamina E, um antioxidante, ajuda no antienvelhecimento da pele;
  • A vitamina K afeta os mecanismos de coagulação e, portanto, regula a microcirculação da pele;
  • DMAE causa contração da miofibrila e suaviza a pele relaxada; enquanto os oligoelementos são importantes para regular a rotatividade e o reparo das células da pele.

A intradermoterapia pressurizada é considerada ainda uma alternativa não cirúrgica à lipoaspiração, embora a remoção de grandes volumes de gordura não seja possível. 

Para tratamentos capilares, como alopecia e fraco crescimento capilar, a intradermoterapia pressurizada também vem se mostrando muito eficiente.

Curso para Esteticistas

Como medida de preocupação, a intradermoterapia pressurizada não é indicada para pacientes com algumas condições, entre elas para quem sofre com alergias a algum componente da fórmula, e também pessoas com problemas cardíacos, gestantes e também lactantes.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *